scientifyRESEARCH
research funding database

Swiss National Science Foundation (SNSF) Programa Scholars at Risk: Perspetiva de um financiador, Matt Kimmich, Diretor Científico

Share this post

Prefácio: Nesta entrevista, abordamos os pormenores do programa Scholars at Risk com Matt Kimmich, Diretor Científico do SNSF. Matt dá-nos a conhecer a evolução do programa, os seus aspetos operacionais, bem como o seu impacto na vida dos cientistas que enfrentam “graves ameaças à sua vida, liberdade e bem-estar”. Dadas as ameaças comuns atuais em todo o mundo na área da liberdade académica, o programa Scholars at Risk do SNSF traz esperança, apoio e solidariedade.

Para o programa SNSF SAR:

Diga-nos, à quanto tempo existe o programa Scholars at Risk do SNSF?

O SNSF começou a sua colaboração com a Scholars at Risk Switzerland em 2020, inicialmente com um programa piloto de 3 anos para oferecer financiamento a colocações de académicos sob ameaça em universidades suíças. Em 2023, cessámos o programa piloto e lançámos o apoio SAR como um regime de financiamento regular.

Matt, qual é o seu papel com o programa SAR Grant?

Sou responsável pelo tratamento e processamento de candidaturas a bolsas de Scholars at Risk, e sou o contacto para os coordenadores de SAR nas universidades suíças e para quem quiser saber mais sobre o apoio do SNSF aos Scholars at Risk Switzerland.

Pode especificar os tipos de risco que dão direito a candidatarem-se à bolsa Scholars at Risk?

Scholars at Risk fala de “académicos que sofrem graves ameaças às suas vidas, liberdade e bem-estar”. Isto pode variar de investigadores em risco de serem presos devido às suas investigações a investigadores que estão a fugir da guerra, como os da Ucrânia que vieram para a Suíça após a invasão russa em 2022.

Anualmente, quantas pessoas são financiadas através deste programa e que valor é recebido ?

O orçamento original para o projeto piloto, baseado nos números dos anos anteriores, teria apoiado até cinco bolseiros ao longo de 3 anos. A situação mudou, primeiro em 2021 com a tomada do Afeganistão pelos talibãs e depois em 2022 com a guerra na Ucrânia. Tivemos sorte de poder aceder a fundos e reservas para apoiar números maiores dos que originalmente esperados. Em 2022/23 essas reservas permitiram-nos apoiar cerca de 100 investigadores. Neste momento, temos um orçamento anual que financiará uma média de 10 colocações por ano.

A bolsa Scholars at Risk paga apenas as despesas de subsistência ou cobre o custo de vida e as despesas relacionadas à pesquisa?

As bolsa SNSF são utilizadas para financiar, pelo menos em parte, um salário para os académicos colocados em universidades suíças. As bolsas são definidas num valor que pode financiar um emprego a tempo parcial durante um ano; Por vezes, as universidades acrescentam fundos próprios para tornar possível uma posição a tempo inteiro. No entanto, as bolsas não podem ser utilizadas para cobrir os custos de investigação; As universidades de acolhimento são responsáveis por estes.

O financiamento permite a realocação dos familiares do investigador? Se não, a participação no programa SAR facilita a mudança dos familiares para a Suíça?

Uma vez que as bolsas são utilizadas para financiar salários, é possível que ajudem a cobrir os custos de recolocação das famílias dos investigadores. Definitivamente, este foi o caso de muitas das bolsas destinadas a investigadores da Ucrânia em 2022/23. No entanto, há vários fatores relevantes para possibilidade do investigador poder ou não trazer a sua família para a Suíça, e esses estão fora do nosso alcance. Sendo o SNSF um financiador de investigação, é responsável apenas pela parte financeira destas colocações.

Como se processa a correspondência entre o beneficiário e o organismo de investigação suíço? O beneficiário necessita de um convite de um grupo científico suíço?

O SNSF não está envolvido na correspondência entre candidatos e universidades. Quando um bolseiro ameaçado tem contactos na Suíça, entra em contacto com eles e os coordenadores do SAR nessas universidades ajudam-no a tentar obter o estatuto oficial de “académico sob ameaça”. Na ausência de contactos pré-existentes, geralmente os bolseiros contactam o SAR diretamente e este procura possíveis locais de colocação entre os membros da sua rede global.

Quais são os requisitos para a bolsa ser prolongada por mais um ano?

Os nossos regulamentos atuais estipulam que é sempre possível que a bolsa possa ser prolongada para um segundo ano, embora com um orçamento mais reduzido: uma bolsa de primeiro ano atinge CHF75.000, uma bolsa de segundo ano CHF25.000. Isto cobre apenas uma parte do segundo ano, o que permite que os anfitriões e os académicos procurem alternativas, ou que os anfitriões encontrem fundos próprios para complementar a extensão do segundo ano.

Os cientistas que efetuam investigação em todas as disciplinas são elegíveis para esta bolsa? Existe algum tipo específico de investigação que seja mais interessante para o programa SAR?

O foco está nos académicos e no risco que enfrentam nos seus países. As disciplinas em que trabalham são secundárias. É possível que os investigadores que trabalham em áreas SSH sejam mais propensos a enfrentar perseguições devido à sua investigação, que pode ser crítica em relação a governos e regimes, mas o SAR não se limita aos investigadores que estão em risco especificamente devido à sua investigação.

Agradecimentos

Agradecemos a Matt Kimmich por nos ter dado mostrado uma perspetiva do programa Bolsas Scholars at Risk do SNSF. A sua experiência e dedicação enriqueceram a nossa compreensão da importância deste tipo de iniciativas. Reconhecemos também os esforços da Scholars at Risk Switzerland e da Swiss National Science Foundation (SNSF) em iniciativas pioneiras de apoio a cientistas que enfrentam ameaças à sua liberdade académica e bem-estar.

Would you like to be featured on our blog?

Get in touch with us!

phd student funding

We value your opinion

Complete our 1-min user survey and receive complimentary full access to our premium research funding database.

Sign-up for our monthly
research funding newsletter

you can unsubscribe at any time